Daniela Filomeno pelas ruas da capital portuguesa - CNN Viagem & Gastronomia |
Onde comer em Lisboa? Daniela Filomeno indica os melhores restaurantes da cidade

Onde comer em Lisboa? Daniela Filomeno indica os melhores restaurantes da cidade

Da Praça do Comércio ao Castelo de São Jorge, do Chiado à Torre de Belém, Lisboa é assim: possui uma vida cultural abundante que se mescla com o passado e o presente de uma maneira deliciosa.

E por falar em delícias, as ruas da capital portuguesa espalham os aromas e os sabores característicos do país por meio de seus restaurantes - que são verdadeiras experiências de vida.

Uma vez aqui, os seus cantinhos charmosos nos dão a certeza de que, sim, Lisboa é uma capital gastronômica - e entre as melhores do mundo. O interessante é notar que, mesmo em casas de comida típica portuguesa, cada restaurante possui suas particularidades. Logo, definir onde comer em Lisboa é uma tarefa difícil, pois são vários endereços incríveis - dá vontade de conhecer todos!

Uma das cidades mais procuradas pelos brasileiros fora do Brasil, tanto por turistas quanto por moradores, Lisboa também é sinônimo de frutos do mar fresquinhos, dada sua proximidade com o Atlântico. Peixes, carnes, embutidos e, claro, bastante cerveja e vinho, são apenas algumas das matérias-primas que apreciamos por aqui.

A seguir, compartilho 10 restaurantes na capital portuguesa que possuem um espacinho garantido no meu coração. Vai a Portugal? Anote as dicas e surpreenda-se!

Belcanto




Tangerina, sobremesa icônica do Belcanto/ Daniela Filomeno

O Belcanto, para mim, é o melhor restaurante de Lisboa. Localizado no Chiado, é um dos poucos restaurantes em que faço o menu-degustação sempre que venho até a cidade. Hoje detentor de duas estrelas Michelin, frequento a casa comandada pelo chef José Avillez desde que possui uma estrela - ele também está entre os 50 melhores do mundo na lista do The World's 50 Best.

A começar, todos os pratos são incríveis, e possuem uma consistência sem igual. Muito elegante na decoração e arquitetura, tudo estava excelente em todas as vezes em que me sentei à mesa. Dito isso, são três menus-degustação da casa, que variam de 175? a 250?, verdadeiras viagens por sabores tradicionais e excelência na execução de uma cozinha portuguesa revisitada.

As pedidas à la carte também fazem bonito, como o caril de carabineiro com maçã e hibisco (55?) de entrada, o robalo com "escamas" de abacate (75?) e o leitão crocante com molho de pimenta, purê de casca de laranja, coração de alface com sarapatel e batatas soufllé (75?) como principais. Para a sobremesa, a já clássica tangerina (25?) arranca suspiros no olhar e na boca.

Rua Serpa Pinto, 10 A, 1200-445 Lisboa.

Cervejaria Ramiro




Ramiro é endereço certo para frutos do mar frescos e cerveja gelada / Daniela Filomeno

Embutidos, camarões, mariscos, lagostim. Junte os pratos com uma cerveja bem gelada e temos o combo perfeito na Cervejaria Ramiro, casa no centro de Lisboa que existe aqui desde 1956. É um dos locais mais conhecidos da capital portuguesa e um dos mais celebrados pela sua tradição e qualidade, sendo considerado já um clássico da cidade.

Referência em frutos do mar, há viveiros dentro do próprio restaurante para que o alimento chegue superfresco à nossa mesa. Azeite e alho são temperos tradicionais e sem erro utilizados aqui. Com essa fama toda, a dica é chegar cedo e ter paciência, já que o restaurante costuma ficar cheio em pouco tempo.

Avenida Almirante Reis 1- H, 1150-007 Lisboa.

Solar dos Presuntos




Lapas dos Açores servidas no restaurante / Reprodução/Instagram


Requinte e qualidade marcam a experiência no Solar dos Presuntos, uma parada gastronômica quase que obrigatória na capital portuguesa. Aqui comemos camarões, ostras, lavagante e sapateira entre os mariscos, assim como vinagrete de polvo (6,50?) e pastéis de bacalhau (5?) como entradinhas. O garçom também corta fatias suculentas de presunto Joselito na nossa frente (19?).

Além disso, não deixe de pedir o Queijo de Azeitão (6,20?), um dos meus favoritos da vida, que fica 20 dias em maturação e é feito em Setúbal, sendo cremoso e contendo um leve amargor. Um deleite! A casa possui mais de quarenta anos de existência e o salão foi reformado, adicionando um toque moderno ao local.

Rua das Portas de Stº Antão, 150, 1150-269 Lisboa.

Gambrinus Lisboa

Na mesma charmosa rua do Solar dos Presuntos, no número 23, fica o Gambrinus, restaurante com mais de 70 anos de tradição (foi remodelado nos anos 1960) com três ambientes cuja decoração mistura detalhes tradicionais portugueses com antiguidades, peças de porcelana, madeiras exóticas e mobiliário da época.

Da cozinha, todos os dias saem algumas especialidades, como bacalhau à Chico Lage (28?) às sextas, garoupa grelhada com azeite aromatizado (32?) aos sábados e cabrito assado à souto-mor (32?) aos domingos. Entre os peixes, as carnes e as entradas do mar, também não deixe de experimentar os croquetes de carne.

Rua das Portas de Stº Antão 23, 1150-264 Lisboa.

O Magano Restaurante Alentejano




Quer comer comida alentejana em um restaurante tradicional que possui mais de 20 anos de história na cidade? O Magano é o lugar certo. A casa é pequena e carrega um clima familiar, e da cozinha saem pratos simples mas com um preparo muito elaborado e gostoso.

Arroz de pato, lombinhos de pregado à Bulhão, lulinhas fritas, sopas de pescados, entre outros, compõem o menu. Aqui destaco os embutidos de entradinha, assim como o bacalhau com harmonização de vinho como prato principal. Meus olhos - e estômago! - também brilham muito pelas batatas fritas da casa. Tem que pedir!

Rua Tomás da Anunciação 52A, 1350-328 Lisboa.

Veja mais em Viagem e Gastronomia
https://viagemegastronomia.cnnbrasil.com.br/cnn-viagem-gastronomia/onde-comer-em-lisboa-daniela-filomeno-indica-os-melhores-restaurantes-da-cidade/

Ir para IPO News