Persuasão, uma adaptação de Jane Austen, por Eleonora Rosset

Persuasão, uma adaptação de Jane Austen, por Eleonora Rosset

Aquele par apaixonado, aos beijos no alto de uma falésia, com um tapete verde de grama alta envolvendo os dois, é a primeira cena atraente do filme dirigido pela inglesa Carrie Cracknell, baseado no último livro de Jane Austen, de 1816.

Entretanto, Anne Elliot (Dakota Johnson) e Frederick Wentworth (Cosmo Jarvis) vão ter que se separar porque o marinheiro que ela ama, não tem título nem fortuna. Anne é persuadida, aos 20 anos, a terminar o romance sem futuro. Os que a cercam não aprovam esse casamento e ela aceita os argumentos da família.

Vamos voltar a vê-la aos 28 anos, para a época uma quase solteirona, com um coelho nos braços, contando para a plateia sua miséria. Não esqueceu o marinheiro.

Sim. Anne fala às vezes com o público. Toque de teatro moderno, num desrespeito pela quarta parede, incluido no filme pela diretora que já assinou várias peças de sucesso. E a atriz faz isso com muita graça.

Aliás Dakota Johnson está muito bela, com os cabelos presos quase que o tempo todo e vestida, como todo o elenco, de maneira sóbria. Não estamos vendo um filme na linha de "Bridgerton" nem "Emma", o que faz que notemos mais as interpretações, a direção e a bela fotografia de Joe Anderson.

Alguns pedem mais autenticidade. Queriam uma Anne magra e abatida. Mas essa não é a ideia da diretora que traz Dakota Johnson respirando sensualidade no seu olhar verde e boca bem desenhada. Os que conhecem melhor o romance que foi escrito por Jane Austen um ano antes de sua morte, não gostam de adaptações e criticam o jeito dos personagens, muito atuais. Outros ao contrário, gostam da modernização.

O filme se passa em belos cenários, já que a família à beira da falência tem que mudar-se de sua casa em Londres, Kellynch Hall, e ir para Bath, onde a vida é mais barata. A mansão é alugada pela irmã do marinheiro, tornado Capitão enriquecido que, claro, vai aparecer novamente e não vai perdoar Anne com facilidade.

Numa excursão a Lyme, na bela praia deserta e fria, Anne e Frederick se aproximam mas o orgulho e a falta de confiança entre os dois vai render encontros e desencontros.

É um bom entretenimento com boas atuações. Mas anotem. Dakota Jonhson é a melhor coisa de "Persuasão".


(O trailer está no meu blog: www.eleonorarosset.com.br)

Ir para IPO News