Daniela Filomeno na Comuna do Ibitipoca, local foi o destino do primeiro episódio do programa CNN Viagem&Gastronomia | Imagem: CNN Viagem&Gastronomia
Retrospectiva CNN Viagem & Gastronomia: todos os destinos visitados em 2021

Retrospectiva CNN Viagem & Gastronomia: todos os destinos visitados em 2021

Desde a estreia na CNN Brasil, o programa apresentado por Daniela Filomeno teve duas temporadas e 16 destinos, entre praias, serras, grandes e pequenas cidades. Novidades e mais descobertas nos aguardam em 2022

2021 foi o ano de estreia do CNN Viagem & Gastronomia, produto exclusivo da marca CNN Soft. Foi o ano de tirar do papel um grande sonho de apresentar e compartilhar minhas descobertas e locais prediletos pelo mundo com você, caro leitor e telespectador.

E a CNN Brasil embarcou comigo neste projeto, e, juntos, já criamos duas temporadas (e estamos a todo vapor gravando as próximas), que nos levaram para viagens cheias de encantos, cultura, natureza, sabores e saberes por destinos nacionais e internacionais.

Embarquei para lugares diferentes, cada um especial à sua maneira, mas que sempre traziam aspectos em comum: a surpresa, a emoção e, claro, bons pratos. Acredito que nunca somos os mesmos após uma viagem e que uma das riquezas de vagar pelo mundo é deixar-se surpreender pelos mínimos detalhes.

De norte a sul do Brasil, neste ano pude experimentar de tudo um pouco. Da cena pujante e agitada de grandes cidades, do "slow travel" em hotéis-fazenda pelo sudeste, da bela e intocada natureza de destinos ideais para ecoturismo, praias paradisíacas, serras aconchegantes de clima ameno, a descoberta das riquezas de alguns dos nossos biomas - como o Pantanal, a Amazônia e a Mata Atlântica - e o primeiro destino internacional são um resumo bem sintético das viagens deste ano.

No meio disso, experimentei pratos e bebidas da culinária local feitos com muito esmero e que exprimem tudo que a gastronomia regional tem de melhor e mais fresco. Conhecer pessoas por esses destinos também está no topo da lista daquilo de mais incrível que fiz pelo caminho, já que seus saberes e histórias foram e são fundamentais para que eu mergulhasse de cabeça nos encantos de cada local.

Se este ano foi frutífero, 2022 guarda muito mais novidades e surpresas. Enquanto o ano vai chegando ao fim, embarque comigo numa retrospectiva pelos programas do CNN Viagem & Gastronomia:

Comuna do Ibitipoca




Primeiro destino do CNN Viagem & Gastronomia, a Comuna do Ibitipoca é um local polivalente que nos surpreende. A mistura entre projeto social e hotel-fazenda proporciona um gostinho de vida no campo sofisticada: aqui os dias passam devagar, o sossego é garantido, a natureza é abundante e a comida mineira é cheia de afeto.

Pertencente ao município de Lima Duarte (MG), a Comuna fica próxima ainda de Conceição do Ibitipoca, pequeno vilarejo onde o tempo parece ter parado. Alguns pontos gastronômicos enchem o centrinho de vida, como o Cabra da Peste, e as principais atrações nas redondezas são as maravilhas naturais do Parque do Ibitipoca.

Paraty




A histórica Paraty, na Costa Verde, litoral do Rio de Janeiro, mantém ruas de pedra preservadas e águas transparentes em ilhas praticamente intocadas. Patrimônio Cultural e Natural da Humanidade, a cidade encanta por seu charme, tranquilidade e diversidade de atividades. Além das praias, a natureza conservada proporciona caminhadas, banhos de cachoeira e passeios de barco para lá de fotogênicos.

Entre seus sabores, há desde culinária internacional a receitas caiçaras, assim como adegas recheadas de rótulos mundialmente conhecidos a cartas de cachaças produzidas na região. Pousadas supercharmosas e requintadas acolhem todos neste destino que é um dos mais requisitados do país.

Pantanal




Definir o Pantanal, um dos biomas mais ricos do Brasil, chega a ser injusto: cada dia aqui é diferente. Destino ideal para ecoturismo, o contato com os animais e a natureza é feito de maneira responsável e em prol de projetos de preservação da fauna e da flora. Tão rica quanto seu ecossistema, é a cultura pantaneira, de culinária autêntica e muitas tradições.

Tudo isso é melhor aproveitado no Refúgio Caiman, em Miranda, no centro-oeste de Mato Grosso do Sul, uma centenária estância inglesa que possui pousadas íntimas e requintadas no coração do Pantanal. Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), o local apresenta um equilíbrio harmônico entre pecuária, projeto de conservação e ecoturismo.

Reserva do Cristalino




Experiências únicas ao ar livre, observação de quase 600 espécies de aves, caminhadas, canoagem, passeios de barco e integração total com a mata: o hotel de selva Cristalino Lodge, na Reserva do Cristalino, oferece uma verdadeira imersão na Amazônia.

Situado no sul da floresta tropical, o refúgio fica próximo à cidade de Alta Floresta (MT) e aos pés do Rio Cristalino, em que acordamos em um bangalô com telas em vez de paredes e os sons da floresta. Com o horizonte verde a perder de vista, é uma experiência possível em poucos lugares - que ganha contornos especiais no hotel.

Fernando de Noronha




Um dos destinos mais cobiçados do mundo, o arquipélago de 21 ilhas e ilhotas pertencente a Pernambuco merece vários elogios: paradisíaco, dos sonhos e incrível. Suas praias intocadas de águas azul-turquesa, formações rochosas estonteantes, vida marinha bem preservada e o pôr do sol explicam o porquê de Fernando de Noronha ser tão mágico. Tudo aqui é digno de muita contemplação.



Junte isso a pousadas repletas de conforto, aconchego, sustentabilidade e contato direto com estas paisagens, assim como uma gastronomia caprichada com foco em peixes e frutos do mar frescos, e temos um dos locais mais interessantes da Terra - e tudo com a bandeira nacional.

Sítio dos Rueda: São José do Rio Pardo




Com quatro casas na capital paulista, todas resgatando raízes da cozinha brasileira, o casal Jefferson e Janaína Rueda ajudou a revitalizar e tornar o centro de São Paulo em um dos polos gastronômicos mais importantes da cidade. Atualmente, a Casa do Porco é o único brasileiro entre os 50 melhores restaurantes do mundo e, em 2020, Janaína recebeu o American Express Icon Award, que a elegeu Ícone da América Latina pelo Latin America's 50 Best Restaurants.

A 250 km da capital, em São José do Rio Pardo, fica Sítio dos Rueda, na mesma cidade em que o chef d'A Casa do Porco nasceu e cresceu. Os dois adquiriram um pedaço de terra que serve como um laboratório de experiências gastronômicas, onde plantam e nascem alimentos e ideias de receitas para os menus dos restaurantes em São Paulo. Aqui, a simplicidade reina - e pude provar que deixa tudo mais gostoso.

Bonito




No Mato Grosso do Sul, elementos do Cerrado se misturam com a Mata Atlântica e o vizinho Pantanal e resultam em paisagens impressionantes e em uma culinária deliciosa. A cidade é um pouso obrigatório aos amantes de ecoturismo e turismo de aventura. A beleza de sua flora, grutas, cachoeiras e rios de águas cristalinas merece ser vista, apreciada e repetida.

Peixes de água doce e especialidades regionais com influências pantaneiras são as estrelas dos cardápios da capital brasileira do ecoturismo, assim como resorts para famílias até pousadas na beira dos rios são tão charmosos quanto sua natureza. E as crianças também têm diversão garantida com atrações em propriedades privadas e atividades para todas as idades. É clichê, mas é verdade: não é Bonito, é lindo!

Cambará do Sul




Conhecida como a Terra dos Cânions, grandiosidade é a palavra que define as maravilhas naturais de Cambará do Sul, porta de entrada para o maior conjunto de cânions da América do Sul. Desfiladeiros descomunais, cachoeiras, vales de quase mil metros de altura, Mata Atlântica e florestas de araucárias formam paisagens que arrepiam qualquer um. É uma região definida por opostos que se complementam: a natureza é bruta e selvagem e ao mesmo tempo acolhe e fascina.

O clima frio da fronteira entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina é ideal para curtir a estadia ao lado de uma lareira e de um bom vinho para contemplar as noites estreladas - um espetáculo à parte. No meio disso, hospedar-se confortavelmente não é tarefa difícil: a região limítrofe dos dois estados capricha para receber hóspedes que procuram aventura e descanso.

Serra da Bocaina




Região entre São Paulo e Rio de Janeiro, que influencia também cidadezinhas na fronteira de Minas, conhecer a Serra da Bocaina é atravessar vários lugares, dada sua extensão. Comidas típicas, paisagens rodeadas pelo verde, uma cultura bem preservada e personagens locais que te acolhem como se você fosse da família é um resumo do que encontrei. É um destino extraordinário tanto no sentido histórico quanto na imersão na natureza.

Localizada entre montanhas e relevos acidentados, a Bocaina é como um misto entre a cultura caiçara e caipira. Em minha viagem de descoberta, além de Paraty (RJ), passei também por Queluz (SP) e Passa Quatro (MG), entre outras, lugares que guardam traços em comum: personagens incríveis e descobertas gastronômicas surpreendentes.

O Parque Nacional da Serra da Bocaina também faz bonito: com 104 mil hectares de área, reserva desde praias, piscinas naturais, rios, cachoeiras, picos até mirantes, assim como onça-pintada, suçuarana e inúmeras espécies de aves têm o território como casa.

Serra da Mantiqueira




Pela viagem ou pela comida, as cidadezinhas ao longo da cadeia montanhosa da Serra da Mantiqueira conseguem unir os dois mundos de uma maneira sem igual. Estendendo-se entre São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, é um destino ideal para amantes do turismo gastronômico.

Aqui há muito mais do que belas paisagens e clima aconchegante: a Serra é detentora de uma rica produção de alimentos, com produtores antigos e novos que mesclam tradição a técnicas inéditas. Além dos vinhos e do café, crescido em fazendas centenárias, a região também ganha relevância pela produção de queijos e azeites. Pousadas familiares e prontas para nos receber da melhor maneira possível ficam encravadas em meio às vistas fascinantes deste pedaço do país.

Lençóis Maranhenses




O maior campo de dunas da América do Sul é formado por morros de areia desenhados pelo vento e águas das lagoas de cor esmeralda e turquesa. É um mosaico da natureza formado por diferentes cores e sensações e que compõem uma paisagem única no mundo. Lençóis Maranhenses é espetacular nos mínimos detalhes.



Mas visitar os Lençóis vai além disso: atravessei rios, me banhei no mar, mergulhei de cabeça na cultura local e, de quebra, experimentei os sabores peculiares desta região, atividades quase que obrigatórias para além dos limites do Parque Nacional. Maravilhas gastronômicas, culturais, passeios radicais e povoados acolhedores fazem parte das principais bases de entrada dos Lençóis: as cidades de Barreirinhas e Santo Amaro do Maranhão, além da charmosa vila de Atins.

Hotéis Fazenda: Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais




Para o início da segunda temporada do CNN Viagem & Gastronomia, fiz uma verdadeira incursão no "slow travel": o registro de viagens contemplativas, para aproveitar ao máximo a experiência vivida em cada local. Assim, descobri as maravilhas dos melhores hotéis-fazenda do sudeste, que nos colocam literalmente dentro da história e servem uma gastronomia sazonal com o melhor e mais fresco de cada região.



Ao todo, foram seis propriedades onde pude sentir o gostinho de uma vida no campo sofisticada mas sem as amarras da agilidade dos grandes centros urbanos. São elas: Fazenda São Luiz da Boa Sorte, Fazenda do Serrote, Fazenda União, Fazenda Santa Vitória, Fasano Boa Vista e Fazenda Alliança Agroecológica. Mesmo diferentes entre si, todas elas possuem um traço em comum: nos proporcionam uma conexão com a natureza e um merecido descanso.

São Paulo




A cidade mais populosa da América do Sul guarda roteiros e programas que fogem do óbvio. Para além de seus marcos históricos, centros culturais, parques e atrações variadas ligadas à cultura e vida social, a cena gastronômica se destaca também por restaurantes secretos.

Pouca gente sabe, mas há cantinhos charmosos e secretos imperdíveis de se conhecer na cidade. Assim, encontrei-me com chefs de diferentes nacionalidades e expertises que transformam o inusitado em um fator de desejo para os clientes.

Outro marco da gigante cidade de 12 milhões de habitantes é sua importante comunidade japonesa: atualmente nosso país abriga a maior população de origem japonesa fora do Japão. Cosmopolita, São Paulo concentra uma riquíssima cultura japonesa por meio das pessoas, da gastronomia, dos produtos, da música, e se garante como uma passagem, digamos, mais barata e rápida para o país asiático. Da Liberdade ao karaokê e dos izakayas aos balcões disputados, mergulhei pelos cantos japoneses da cidade e me debrucei em sua primorosa gastronomia.



Serra Fluminense




O estado do Rio guarda uma porção de terra intermediária marcada por experiências encantadoras e pelo clima ameno. A Serra Fluminense possui forte herança europeia que nos presenteia com cenários deslumbrantes, rica gastronomia, hospedagens rústicas aconchegantes uma imersão pela história.

As altitudes variam entre 300 e 2.800 metros nas cidades de Petrópolis, Teresópolis, Guapimirim e alguns de seus mais emblemáticos distritos, como Itaipava, Araras e Secretário. Ao longo do caminho, museus, cervejarias, restaurantes, hotéis e até um parque nacional, o da Serra dos Órgãos, estiveram presentes em minhas andanças. É uma união muito bem-vinda entre uma parte da memória nacional com o turismo moderno.

Minas Gerais: Belo Horizonte, Inhotim e Caraça




Digo que Minas preenche os requisitos daqueles lugares imperdíveis de se conhecer. História, patrimônios culturais e naturais, arte, e um agito cultural e gastronômico são alguns dos predicados do estado. Belo Horizonte, Inhotim e Caraça são destinos que equilibram bem tais requisitos.

Em BH, percorri uma rota gastronômica de dar água na boca. Experimentei (quase) tudo do Mercado Central, assim como visitei o Mercado Novo, com pequenos produtores e gente jovem movimentando o pedaço. Mergulhei também na cultura desta cidade de quase 3 milhões de habitantes: da Pampulha até o Circuito Cultural Praça da Liberdade, Belo Horizonte entra na rota dos grandes centros urbanos com uma cena cultural pujante.

Fora da capital, destinos do entorno nos reservam experiências que mesclam arte, história e tradição. É o caso de Inhotim, maior museu a céu aberto do mundo que fica em Brumadinho e que neste ano que comemora 15 anos de fundação, inaugurando novas obras comissionadas de artistas brasileiros.

Por fim, há um outro lado da tradição e da história: o Santuário do Caraça, local de muita fé que é repleto de fauna e flora bem preservadas em meio à Serra do Caraça, a 120 km de Belo Horizonte. Com quase 300 anos de história, o Santuário tem como marco a construção imponente da Igreja neogótica Nossa Senhora Mãe dos Homens, que surge austera na paisagem.

Bordeaux, França




Fechando 2021 com chave de ouro está Bordeaux, na França, primeiro destino internacional do CNN Viagem & Gastronomia. Conhecida como a "pequena Paris", Bordeaux é mais do que um ponto de passagem para seus renomados vinhedos: é uma cidade agradável, jovem, repleta de bistrôs e cativante pelo equilíbrio entre a tradição e a modernidade.



Patrimônio Mundial da UNESCO, há muito para ver e sentir em Bordeaux. Construções bem preservadas, doces nas lojinhas típicas, gastronomia apetitosa, passeios pelo rio, hotéis especiais e, claro, uma imersão pelos melhores vinhos do mundo e seus conceituados châteaux - afinal, tudo em Bordeaux nos leva ao vinho. É difícil não sair daqui sem se contagiar pela alegria de viver que a cidade nos passa.

CNN Viagem&Gastronomia
https://viagemegastronomia.cnnbrasil.com.br/cnn-viagem-gastronomia/retrospectiva-cnn-viagem-gastronomia-todos-os-destinos-visitados-em-2021/

Ir para IPO News