Metaverso: Barbados abre embaixada virtual no mundo Decentraland Exemplo de um avatar dentro do mundo virtual Decentraland. | Imagem: Ira Lichi/Shutterstock
Metaverso, um novo mundo para ações que vão da economia à política

Metaverso, um novo mundo para ações que vão da economia à política

IPO News publicou nesta segunda-feira, dia 27, reportagem sobre o uso maciço de tecnologia na área da saúde. As aplicações voltadas à nova realidade do metaverso, citadas na matéria, extrapolam em muito apenas a vida de um segmento econômico: é cada vez maior o interesse de companhias como Facebook (Meta), Microsoft, Oracle, Apple, Nike, Adidas e também do sistema financeiro no uso delas.

Mas, e na política? Conflitos mundiais como os que ocorrem no Oriente Médio ou que envolvam Estados Unidos, China e Rússia poderiam ser discutidos virtualmente? Ainda é prematuro contar com isso, mas, em uma iniciativa inédita para o universo da diplomacia, a ilha caribenha de Barbados decidiu adotar uma estratégia que poderá virar tendência no futuro: abrir uma embaixada totalmente virtual, o que deve acontecer já em janeiro de 2022.

A novidade está sendo construída no mundo Decentraland, terreno virtual onde o posto diplomático do país poderá ser acessado por meio de qualquer dispositivo compatível com realidade virtual. O metaverso, como já se sabe, é qualquer ambiente virtual onde as pessoas podem interagir entre si através de seus avatares. E o Decentraland, além disso, ainda permite a compra e venda de arte digital (NFTs), ou de lotes de espaços (terrenos) virtuais.

O responsável pela iniciativa foi Gabriel Abed, o embaixador de Barbados nos Emirados Árabes. Abed reforça que o metaverso vai "mudar a maneira como o mundo funciona". Para ele, o grande diferencial será "o que os governos podem fazer juntos quando o terreno não for mais físico e sem limitações".

No setor financeiro, duas empresas começaram recentemente a realizar ações ao metaverso. O Zro Bank e o Itaú vão na esteira do Banco do Brasil, primeiro banco do país a aderir ao novo ambiente virtual e construir uma cidade virtual, segundo informação do site Blocknews.

Há duas semanas, os funcionários do Zro Bank, fundado em Recife (PE) e especializado em criptomoedas, usam seus avatares para acessar o escritório virtual no Metaverso, que está na plataforma Gather https://gather.town.

De acordo com o responsável pelo marketing da fintech, Cazou Vilela, "o trabalho remoto é uma realidade que permanecerá pós-pandemia. Porém, apesar de todos os ganhos que traz, temos uma perda significativa no componente de humanização e relações sociais que os escritórios físicos nos proporcionam. E é por isso que buscamos ferramentas para unir o melhor dos dois modelos. Queremos quebrar os paradigmas do trabalho de casa".

O Zro Bank diz que poderá realizar processos seletivos, reuniões de equipe, conversas com fornecedores e conferências no auditório virtual. Além disso, pode ser um espaço para a pausa do "cafezinho", para jogar e conversar com os colegas. Mas, por enquanto, o espaço é restrito aos processos corporativos.

"Futuramente, poderá ser adaptado para a implementação de atendimento de suporte aos clientes, em uma experiência muito mais interativa que um chat. Também pretendemos lançar produtos financeiros nesses moldes", informou Cazou Vilela.




Ação #2022EmUmaPalavra do Itaú para o mobiliário urbano.

Já o Itaú transformou o desafio #2022EmUmaPalavra do mundo real para o metaverso. O desafio é parte da campanha "Feito Com @'s", que coloca uma série de tarefas nas plataformas do TikTok e do Instagram. A ideia é as pessoas publicarem vídeos que, se escolhidos, são veiculados em outdoors em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Só que agora o banco quer "explorar o conceito e a mensagem de fim de ano em um formato especial para o público gamer", de acordo com o comunicado da instituição. A iniciativa está também na Cidade Alta, servidor de RolePlay da Outplay. Como aconteceu na ação original, os outdoors do servidor terão peças virtuais na mesma linha do que foi criado no mundo real. A ação do metaverso foi idealizada pela Druid, agência gamer do Itaú.

Ir para IPO News