Imagem: Divulgação
Rumores sobre compra do Banco BV derrubam ações da PagSeguro

Rumores sobre compra do Banco BV derrubam ações da PagSeguro

A notícia, divulgada no Brasil, de uma possível aquisição do Banco BV por parte da PagSeguro, fez com que a empresa de meios de pagamentos listada no mercado norte-americano sofresse forte queda na bolsa de Nova York (Nyse). Os papéis levaram um tombo de 14%, para US$ 47,99, no meio do pregão, recuperando-se mais adiante e fechando com queda menor, de 7,94%, nesta quinta-feira, dia 8/07.

O PagSeguro, que pertence ao Grupo Folha/UOL, informou que não pretende adquirir o Banco BV, conforme apontaram fontes ao Valor PRO (jornal Valor) e ao site Brazil Journal. Este veículo inclusive revelou o provável valor da transação, de cerca de R$ 16 bilhões. "Embora o PagSeguro esteja sempre em busca de oportunidades de investimentos em mercado, a empresa não pretende adquirir o Banco BV e não há acordos assinados relacionados para fazê-lo", afirmou a companhia em comunicado.

O PagSeguro disse estar orgulhoso de sua trajetória ao longo dos últimos 15 anos. "Em maio de 2021, mais de 70% de nossos novos comerciantes declararam que estavam aceitando cartões de pagamentos pela primeira vez. Estamos felizes em servir nossos sete milhões de comerciantes ativos e 10 milhões de clientes ativos do PagBank, um resultado incomparável desde o lançamento oficial de nossa estratégia bancária em maio de 2019, atingindo apenas em 2020 mais de R$ 500 milhões em receitas de PagBank", concluiu.

Em comunicado emitido na noite de quinta-feira, o Banco Votorantim S.A. (Banco BV), também negou as notícias envolvendo o nome da instituição financeira em negociações para venda à PagSeguro.





Ir para IPO News