Roxoterra com Jeane Alves | Imagem: JCSP
Jeane Alves entra para a história como a 1ª joqueta a ganhar o GP São Paulo

Jeane Alves entra para a história como a 1ª joqueta a ganhar o GP São Paulo

Com uma grande atropelada na reta final, o cavalo Roxoterra venceu o GP São Paulo (G.1) disputado neste domingo, dia 15, no Hipódromo Paulistano. O defensor da Fazenda Haras Boa Vista proporcionou a primeira vitória de uma joqueta nos 89 anos de realização da principal corrida do turfe paulista. A cearense Jeane Alves, que já havia se destacado como a primeira profissional das rédeas a ganhar uma estatística de jóqueis, desta vez fez história ao vencer o mais disputado páreo de Cidade Jardim.

Treinado por Emerson Garcia, que assumiu a preparação do corredor depois da morte de seu irmão Eduardo Garcia, em fevereiro deste ano, Roxoterra é um filho de Gol Tricolor e Artemia, por Kalanisi, que trouxe à Fazenda Haras Boa Vista, do criador Renato Junqueira, de Orlândia (SP), sua mais importante vitória desde a tríplice coroa conquistada pela égua Colina Verde. Emerson Garcia teve seu trabalho duplamente coroado pelo êxito de Bien Sureño, do Neverending Stud, no GP Presidente da República (G.1), realizado na mesma tarde de domingo.

O páreo teve o trem de carreira comandado por Olympic Linkedin, sempre perseguido por Head Office, que buscava o bicampeonato nas mãos de Jorge Ricardo. Nautilus, Osprey, Principe Daniel, Oberyn, Lorde Vick, King Four, Pablito Powder, Roxoterra, Olivia do Iguassu, Atomic Heights, He's Gold e Dom Cambay eram os próximos.

Na reta de chegada, Head Office partiu com tudo para cima de Olympic Linkedin, que sucumbiu aos avanços da tropa. Oberyn ameaçava aberto e Nautillus melhorava pela cerca interna. Com caminho livre, Roxoterra surgia pelo meio de pista com excelente ação.

Na tocada certeira de Jeane Alves, Roxoterra engrenou forte, superou Oberyn e Head Office nos metros decisivos e faturou o sonhado grande prêmio. Oberyn formou a dupla, com Head Office em terceiro. Vindo do fundo do lote, Dom Cambay garantiu o quarto lugar, com Nautillus em quinto. O tempo foi de 2'25"790 para os 2.400 metros, na pista de grama macia.

Roxoterra é um cavalo de quatro anos que atingiu sua oitava vitória, a primeira de Grupo 1 e a quinta clássica - as outras foram nos GPs Ministério da Agricultura (G.2); Copa dos Campeões (G.2); Criadores e Proprietários de Cavalos de Corrida de São Paulo (G.3); e Clássico Candido Egydio de Souza Aranha (Listed race).

Ir para IPO News