'Te Amarei para Sempre'- 'The Traveler's Wife', Estados Unidos, 2009 Direção: Robert Schwentke, Netflix |
''Te amarei para sempre'', uma história de amor e ficção científica, por Eleonora Rosset

''Te amarei para sempre'', uma história de amor e ficção científica, por Eleonora Rosset

O tempo nos faz prisioneiros de uma dimensão que chamamos vida. Curta ou longa, tem sempre uma duração desconhecida e uma ordem cronológica de acontecimentos. E isso pode tornar-se uma das maiores angústias para o ser humano.

Talvez por isso, quando em 1895 foi publicado o livro de H.G. Wells, "A Máquina do Tempo", ele tornou-se um grande sucesso. Adaptado ao cinema em 1960, lotou plateias mundo a fora. A ideia de dominar o tempo com uma máquina sempre foi sedutora e trazia a realização de um sonho, ser eterno, viver para sempre e enganar a morte.

Mas nesse filme de 2009, o personagem Henry (Eric Bana), devido a um problema genético, é obrigado a se ver, de repente, sem roupa, em um lugar diferente de onde estava antes e com sua idade variando. Henry não podia controlar nada disso. Não escolhia nem onde, nem quando, nem para onde ia, futuro ou passado.

Vemos ele ainda criança, escapando de um acidente de carro que sua mãe guiava, por causa de um desses "ataques", semelhantes a um surto que o tirava de uma realidade e o colocava sem roupas em outra. Henry é um viajante do tempo, descontrolado.

Mas o filme, apesar de ideias ligadas à ficção científica, é um romance de amor. Numa dessas "viagens", Henry encontra Clare (Rachel McAdams), com 6 anos de idade, num belo campo onde ela brincava. Ele pede que vá buscar roupas de seu pai e ela ouve que será a mulher desse homem no futuro. Clare não entende ainda do que ele fala mas sente uma forte ligação com Henry.

Claro que o roteiro não está interessado em ser lógico ou explicável. Usa a ideia de "viagem no tempo" para contar uma história de amor. Comovente e envolvente. E até engraçada quando ficamos sabendo que Clare providenciava sempre roupas, onde quer que ela estivesse, porque sabia que ele iria voltar e precisar delas.

Apesar de todas as dificuldades que o casal passa, dependendo de algo incontrolável, o amor deles resiste e conquista os românticos que assistem ao filme. Além disso, Eric Bana é um homem bonito, com ou sem roupas, e Rachel McAdams empresta sempre a todos os seus personagens sua graça e talento.

A música ajuda no clima de beijos longos e os cenários naturais e os interiores são encantadores e bem produzidos. A fotografia lida muito bem com os desafios da história e os efeitos especiais.

"Te Amarei para Sempre" é um filme para sonhar mas também lembrar da nossa finitude. O tempo que passa implacável não pode ser o culpado da nossa falta de iniciativa e tem que ser bem aproveitado. Nem que haja somente passagens rápidas da felicidade.

( O trailer está no meu blog: www.eleonorarosset.com.br )

Ir para IPO News