Natura cogita transferência para bolsa norte-americana

Natura cogita transferência para bolsa norte-americana

Na semana em que divulga seu balanço e apresenta forte queda na B3 (16,5% nesta sexta), a Natura (NTCO3) anuncia que cogita transferir-se para o mercado acionário norte-americano. O objetivo, informou a empresa à agência Bloomberg, é ter acesso a um grupo mais amplo de investidores em terreno onde estão hoje seus principais concorrentes mundiais.

A fabricante de cosméticos Natura está avaliando uma possível transferência de suas ações, que hoje são negociadas no Brasil, para os Estados Unidos, com o intuito de diminuir parte de seus descontos em relação a seus pares globais e ter acesso a um grupo mais amplo de investidores.


A queda no papéis hoje é a maior desde março de 2020, No ano, a Natura já perdeu 36% em seu valor. A empresa, que comprou a Avon no ano passado e também é dona das marcas Natura, Body Shop e Aesop, está considerando listar ações na Bolsa de Valores de Nova York, a Nyse, além de negociar recibos BDRs na Bolsa de Valores de São Paulo. Seria o inversão da operação atual, que tem ações negociadas na B3 e ADRs nos Estados Unidos.

Segundo a Bloomberg, a Natura se junta a uma série de empresas brasileiras interessadas em um maior pool de caixa e múltiplos mais abundantes do que o que está disponível em seu mercado doméstico. O Banco Inter, credor digital lastreado pela SoftBank, contratou bancos para uma reestruturação societária com o objetivo de também transferir sua listagem para Nova York.

Cerca de 70% do faturamento da Natura já vem de fora do Brasil, disse Marques.

Ir para IPO News