Imagem: Divulgação
Verzani & Sandrini protocola pedido de IPO na CVM

Verzani & Sandrini protocola pedido de IPO na CVM

A Verzani & Sandrini, empresa de serviços de segurança e limpeza, protocolou na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) prospecto preliminar para fazer sua oferta pública inicial de ações na B3. Será uma oferta primária, em que os recursos auferidos serão usados pelo caixa da empresa; e também secundária, quando os acionistas vendem parte de suas participações.



Trata-se de mais um importante passo no desenvolvimento da companhia fundada em 1967 por Dalton Verzani, e que hoje possui mais de 54 mil funcionários e atende mais de 1,4 mil clientes. Um crescimento que se acelerou a partir de 2018, quando a Verzani começou a se consolidar no mercado com uma série de aquisições de concorrentes. Em agosto último, fez seu mais recente negócio: a compra de 65% das ações da Ability Tecnologia e Serviços.

Hoje, a Verzani divide suas operações em três verticais: facilities management (48% da receita), segurança (38%) e manutenção industrial e telecomunicação (14%). Nos nove primeiros meses deste ano, a empresa teve receita de R$ 1,942 bilhão, com lucro de R$ 485 mil. Em 2020, a receita foi de R$ 2,096 bilhões, com lucro de R$ 2.720 milhões.

A companhia é controlada por Dalton Dantes Verzani Baptista (17,125%), Fábio Sandrini Baptista (17,124%), Flávio Sandrini Baptista (17,124%), Fabrício Santini Baptista (17,124%), mais os fundos Neo Capital III (11,876%) e Kinea Private Equity IV Master (19,627%).

A oferta do IPO é coordenada pelos bancos Itaú BBA, BTG Pactual, Bank of America, UBS BB e Bradesco BBI. Ainda não é conhecida a pretensão da empresa com relação ao movimento esperado com o IPO, assim como o valuation que se busca atingir com o lançamento das ações.

Ir para IPO News