Imagem: Divulgação
Danuza Leão morre no Rio, aos 88 anos

Danuza Leão morre no Rio, aos 88 anos

Um dos ícones de sua geração, não só pelas inúmeras atividades profissionais mas como pelo seu ativismo em defesa do feminismo, a jornalista, escritora, atriz e ex-modelo Danuza Leão morreu nesta quarta-feira, dia 22, aos 88 anos, no Rio de Janeiro. Ela sofria de enfisema pulmonar e estava internada na Clínica São Vicente. Capixaba de nascimento, Danuza se destacou desde cedo por sua beleza e charme nas passarelas, mas não resumiu sua carreira aos ensaios de moda e aos desfiles.



Arquivo Pessoal

Irmã da cantora Nara Leão, Danuza acompanhou desde o princípio o nascimento da Bossa Nova, já que sua irmã foi uma das protagonistas do novo gênero, embora tenha morrido muito cedo, aos 47 anos, em 1989. Danuza foi casada com o jornalista Samuel Wainer, fundador do extinto jornal Última Hora, com quem teve três filhos: Samuel Wainer Filho (1955-1984), Pinky Wainer e Bruno Wainer. Após a separação com Wainer, ela se casou mais duas vezes, com o cronista e compositor Antônio Maria e com o jornalista Renato Machado.

Eclética, aventurou-se também no cinema, tendo atuado em alguns dos principais momentos do Cinema Novo com o diretor Glauber Rocha. Filmou Terra em Transe (1967), onde contracenou com Paulo Autran, Paulo Gracindo, Jardel Filho, José Lewgoy e Glauce Rocha. Já em A Idade da Terra (1980), atuou ao lado de Norma Benguel, Geraldo Del Rey, Tarcisio Meira e Ana Maria Magalhães.


Arquivo Pessoal

Em 1992, Danuza Leão ficou nacionalmente famosa pelo seu trabalho como escritora. Seu livro de etiquetas sociais "Na sala com Danuza", liderou a lista dos mais vendidos durante um ano, e foi relançado na versão 2 em 2004, com igual resultado junto aos leitores.

Embalada pelo retorno do público, ela escreveu o "Quase tudo" (2005), um livro de memórias, que recebeu o Prêmio Jabuti; "Danuza Leão fazendo as malas" (2008), também ganhador do Prêmio Jabuti; "Danuza Leão de malas prontas" (2009); e "É tudo tão simples" (2011).

Atuando como jornalista, foi colunista de diversos veículos, como Jornal do Brasil, da Folha de S. Paulo e do caderno ELA, do jornal O Globo, onde escrevia sobre assuntos variados, desde comportamento e relacionamento, até família e dicas de etiqueta.

Ir para IPO News