Imagem: Divulgação
XP compra Banco Modal, e ação (MODL11) sobe 45% na B3

XP compra Banco Modal, e ação (MODL11) sobe 45% na B3

Em uma negociação levada a cabo em pouco tempo - cerca de um mês -, a XP anunciou hoje a compra do Banco Modal, focado no atacado. A divulgação surpreendeu o mercado por sua rapidez e agilidade do banco fundado por Guilherme Benchimol, uma vez que havia outro interessado muito próximo na aquisição, a plataforma de investimentos TC, antigo TradersClub, que conversava com o Modal desde novembro.



Guilherme Benchimol - Divulgação

As ações (MODL11) negociadas na B3 dispararam no pregão desta sexta-feira, dia 7, após o anúncio de compra feito pela XP. O papel fechou com alta de 44,95%,apresentando variação positiva de 12,03% no ano. A BDR da XP (XPBR31) apresentou alta de 1,59% na bolsa, enquanto que a unit desse banco valorizou 0,70% na Nasdaq.

Segundo comunicado divulgado nesta manhã, a aquisição se dará com até 19,5 milhões de novas ações "Classe A" da XP - prêmio de 35% sobre o preço médio dos últimos trinta dias do Banco Modal. Haverá uma transação para a negociação total por meio de uma reorganização societária, que resultará na incorporação do banco por uma subsidiária da XP Inc.

"Com a proposta de valor complementar dos ecossistemas e diversas alavancas para criação de valor (como relevantes e numerosas sinergias de receitas e de uso de dados), espera-se que a combinação dos negócios agregue valor de maneira consistente e sustentável aos acionistas de ambas as companhias", escreveu a XP, no comunicado.

De acordo com a XP, a plataforma de investimentos desenvolvida pelo Banco Modal ao longo dos últimos anos, com uma solução bancária completa, será reforçada pela integração com o ecossistema XP e contribuirá para acelerar a oferta de produtos do Banco XP. Ainda segundo o comunicado, o Banco Modal permanecerá independente e segregado, apesar de fazer parte do ecossistema XP.


Thiago Mafra - Divulgação

O Modal tem um negócio de atacado e experiência com carteira de crédito que entrou na mira da XP. "Vamos ganhar mais escala, mais munição, para ir para cima dos grandes bancos", disse o CEO Thiago Mafra. "A união com o Banco Modal vai nos permitir acelerar o processo de disrupção na indústria financeira, ainda muito concentrada nos bancões", alfinetou o CEO em sua conta do Linkedin.

Essa é a segunda aquisição relâmpago que a XP faz na primeira semana do ano. Na quarta-feira, dia 5, o banco anunciou a compra de uma participação minoritária no Grupo Suno, voltado à área de pesquisa, conteúdo e também uma corretora de médio porte.

Além do destaque do papel do Modal hoje, o pregão também registrou outras fortes altas, a começar de outro banco listado, o Inter (BIDI11), que estancou uma sequência de quedas e subiu 15,46%. Outros destaques: RRRP3 (6,88%), VALE3 (5,82%), USIM5 (4,78%) e PRIO3 (4,54%). Na margem oposta, caíram: LAME4 (5,44%), AMER3 (5,33%), ELET3 (4,38%) e POSI3 (3,74%). O Ibovespa fechou com ganhos de 1,14% e o dólar caiu 0,85%, valendo R$ 5,63. Apesar da boa alta desta sexta, a primeira semana do ano termina com perdas de 2,00% no índice da B3.

Ir para IPO News