Imagem: Divulgação
Anatel conclui leilão do sistema 5G e arrecada R$ 46,790 bilhões

Anatel conclui leilão do sistema 5G e arrecada R$ 46,790 bilhões

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) concluiu hoje o processo de venda das concessões do sistema 5G de telefonia. Segundo o ministro das Comunicações, Fábio Faria, o valor total do leilão rendeu R$ 46,790 bilhões. "Superou todas as nossas expectativas. Grande parte desse valor será para investimentos", afirmou ele, durante coletiva de imprensa.

Hoje foi licitada a faixa 26GHz do leilão, que teve vendas mas também apresentou lotes sem interessados. Segundo Fábio Faria, essa "sobra deve ser colocada novamente à venda. Se encontrar compradores em uma próxima rodada, os valores totais do certame ultrapassarão a casa dos R$ 50 bilhões", previu o ministro, para reafirmar o sucesso da empreitada que começou ontem. Faria revelou que foram colocados para comercialização lotes no total de R$ 42 bilhões e arrecadados R$ 46,79 bilhões, ou seja, um ágio de quase R$ 5 bilhões.

Outro exemplo mostrado pelo ministro para assegurar que o remate foi um sucesso: "O leilão do 3G foi de R$ 7 bilhões; do 4G, de R$ 12 bilhões; e da privatização da Telebras, de R$ 22 bilhões. Todos somados, não chegam no leilão do 5G, e ainda temos já autorizados pela Anatel e TCU alguns lotes que têm modelos de negócios que ainda não são muito definidos e podem ser comercializados em breve. É o segundo maior leilão do Brasil, ficando atrás somente do leilão do pré-sal", concluiu Fábio Faria.

O valor arrecadado refere-se às outorgas repassadas às operadoras pelo direito de exploração das faixas. Posteriormente, os vencedores terão que investir nas redes e na infraestrutura do setor. "A entrada de quatro novas empresas na telefonia móvel mostra o sucesso do leilão", comemorou o superintendente da Anatel, Abrãao Balbino e Silva, que presidiu a comissão especial de licitação da agência. Ontem, essas entrantes no segmento fizeram suas aquisições para áreas espalhadas por todo o País. Já as grandes do setor, Claro, TIM e Telefônica/Vivo, garantiram mais cedo os seus lotes - os principais, na faixa de 3,5GHz. - como era esperado.

O leilão do sistema 5G também marcou a despedida de Leonardo Euler de Morais do cargo de conselheiro e presidente da Anatel. A partir de hoje (sexta), assume o engenheiro elétrico Raphael Garcia de Souza, servidor de carreira da Agência desde 2005 e que atualmente respondia pela superintendência de Gestão Interna da Informação. O novo dirigente ocupará o cargo de maneira interina, pois o plano do governo é passar no Senado a indicação de outro conselheiro do órgão, o economista Carlos Baigorri, igualmente funcionário de carreira (desde 2009) e que já ocupou diversas funções, inclusive a de superintendente-financeiro.

Ir para IPO News