Imagem: Divulgação
Jeff Bezos decola nesta terça com a nave New Shepard

Jeff Bezos decola nesta terça com a nave New Shepard

O norte-americano Jeff Bezos, que deixou o cargo de CEO da Amazon no início de julho para se dedicar a novos desafios empresariais, decola nesta terça-feira, dia 20/7, com o primeiro voo tripulado de sua companhia espacial, a Blue Origin.

O fundador da Amazon, que continua muito influente na companhia pois agora é o presidente executivo do conselho de administração, vai embarcar na cápsula New Shepard, ao lado do irmão Mark Bezos e de uma reduzida tripulação, a partir de uma base localizada no interior do Texas.

Com a nova empreitada, o empresário quer iniciar uma era de viagens espaciais comerciais privadas. Outras pessoas participaram de um leilão dos assentos, sendo que o lance ganhador alcançou US$ 28 milhões. O comprador, no entanto, desistiu da viagem a cinco dias do embarque, alegando dificuldades de agenda.

Segundo a Blue Origin, o assento ficará reservado a esse mesmo comprador para uma das viagens seguintes. Seu lugar será ocupado por um jovem de 18 anos, Oliver Daemen, que ganhou a viagem do pai. Ele viajará ao lado da veterana aviadora Wally Funk, de 82 anos.

Numa disputa que muitas vezes parece ser mais de marketing do que espacial, a New Sheppard irá para o espaço 10 dias depois da VSS Unity, do empresário inglês Richard Branson, que inaugurou a "corrida espacial-comercial" que acontece entre ele, Bezos e ainda Elon Musk, da Space-X. Com sua empresa Virgin Galactic, o inglês fez um voo de pouco mais de uma hora e permaneceu alguns minutos no espaço, para que sua tripulação pudesse sentir a ausência de gravidade e registrasse o momento em fotos e vídeos.


O ponto mais alto do voo da nave da Virgin Galactic foi a 85 quilômetros do nível do mar, ficando abaixo da linha de Kárman, espécie de fronteira espacial a 100 quilômetros de altitude, que, para muitos cientistas, é onde realmente começa o espaço sideral. Para a NASA, a agência espacial norte-americana, essa fronteira espacial tem início um pouco antes, o que validou a expedição da VSS Unity de Branson.

Na concorrência entre os novos "donos" do espaço sideral, Jeff Bezos tem alardeado que, em compensação ao fato de sair em segundo lugar nessa corrida, sua nave irá além do percurso percorrido por Richard Branson. Algo como 100 quilômetros acima da superfície da terra, alcançando portanto a linha de Kárman.

Ir para IPO News